Em Janeiro de 2011, tive o prazer de conhecer dois talentosíssimos desenvolvedores brasileiros: Pedro Medeiros (Santo) e Raquel (Amora), fundadores da MiniBoss Studio, e de jogar em primeira mão “Out There Somewhere”, seu primeiro título lançado a chegar nas grandes plataformas de distribuição, recebendo ótimos comentários da mídia especializada.

Seguindo a onda retrô de gráficos em pixel art mesclado com desenhos japoneses dos anos 80 (a lá Zillion e Gatchaman), Out There é um jogo de plataforma 2D com uma inventiva mecânica de teletransporte. Com sua arma de portais, você deve enfrentar diversos desafios em um planeta desconhecido. Como todo bom level design que se preze, seu mapa oferece uma progressão não-linear que te permite explorar o cenário como bem quiser, e a medida que progredimos, o jogo oferece desafios variados.

Onde Comprar: Steam (R$ 0,41)